Martinismo
I:::C:::S:::
Bem-vindo(a) ao fórum Martinismo,

Fora da torrente, que de Homens de Desejo nos transformemos em Novos Homens, para mais tarde brotarmos o Homem-Espírito!

Registe-se já nesta comunidade!

Bem-haja!
:cruzrosas:
Dezembro 2016
DomSegTerQuaQuiSexSab
    123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Calendário Calendário

Quem está conectado
1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 64 em Dom Abr 03, 2016 2:48 pm
Últimos assuntos
» Apresentações dos novos membros
por Jefferson Oliveira Sex Out 30, 2015 5:08 am

» Rituais Teurgicos dos Elu Cohen
por Rodrigo Martins Sex Abr 03, 2015 11:58 pm

» O que significa a Máscara?
por celso Souza do Nascimento Dom Jan 04, 2015 4:18 am

» Sobre incenso e pentagrama invisível
por ZECHER Sex Nov 14, 2014 1:49 am

» Doutrina do RER
por Convidado Dom Out 19, 2014 9:46 am

» POR UMA NOVA ABORDAGEM DAS PRÁTICAS MAÇÕNICAS
por Convidado Sex Jul 11, 2014 10:07 am

» O que é ocultismo - Um ponto de vista Martinista
por Fcx Dom Jun 15, 2014 2:57 am

» Apresentação
por Convidado Seg Fev 17, 2014 11:39 am

» Ordem Martinista mais antiga em atividade no Brasil
por RenatusLuxCasta Qui Set 26, 2013 2:21 am

» Prece de Invocação ao Grande Arquiteto do Universo
por clelio pereira de souza Qua Jul 17, 2013 1:38 am

» Normas essenciais do Martinismo
por clelio pereira de souza Seg Jul 15, 2013 3:58 am

» Por que estamos na terra?
por clelio pereira de souza Seg Jul 15, 2013 3:28 am

» Prémios para maiores postadores a partir do 100º Usuário!
por Admin Dom Jun 30, 2013 11:35 am

» Ordem da R+C de Ouro
por Julio Seg Jun 17, 2013 1:56 am

» O Ser Humano Andrógeno
por Julio Qui Jun 13, 2013 5:38 am

» Extrato do livro: O Templo do Coração
por Antoniosag Sab Jun 08, 2013 7:07 pm

Ultimos Usuários On-line

DEFININDO WICA TRADICIONAL

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

DEFININDO WICA TRADICIONAL

Mensagem  Saulo Gimenez em Dom Maio 26, 2013 11:14 pm

DEFININDO WICA TRADICIONAL

Por Fran Wolfe-Johnson

Para entendermos a Wica Tradicional, também temos que entender as definições de bruxaria e paganismo. Você encontrará diferenças nas definições entre comunidades pagãs. Essas são as minhas interpretações. Outras pessoas poderão não concordar.

Bruxaria é caracterizada por uma coleção e uso de folclore e recursos com o propósito de influenciar as conseqüências de eventos, para reunir informação, ou para necessidades de cura. Alguém que pratica bruxaria usa uma variedade de itens locais comuns em seus encantamentos, feitiços, poções e cataplasmas. Ele também pode praticar adivinhação na forma de “scrying” e empregar uma variedade de outras técnicas. Conhecidos como bruxos (não confundir com os que praticam Wica), essas pessoas podem cultuar ou não uma divindade. Esses bruxos não são necessariamente pagãos mas podem, ao invés, serem vistos como buscadores e mantenedores de informação oculta.

Pagãos (algumas vezes mencionados como neo-pagãos para distinguí-los dos povos pré-cristãos de quem derivam muitas de suas práticas) são um grande e diverso grupo de pessoas que praticam uma espiritualidade orientada para a terra. Isso inclui, mas não está limitado, ao xamanismo, paganismo, Vodu, Santería e Wica. O único denominador comum é que eles não seguem o sistema de crenças tradicional judaico-cristão. Muitos pagãos são panteístas (significando que eles acreditam que a força divina está presente nas leis do universo e que todos os deuses são geralmente vistos como extensões dessa força divina) e/ou politeístas (significando que eles trabalham com muitos deuses e deusas, que eles podem ou não ver com tendências panteístas).
Muitos pagãos utilizam magia cerimonial (lançando círculos, convocando divindades e elementais, etc) mas nem todos os magos cerimoniais são pagãos. Eles não apontam nenhuma divindade central, feminina ou masculina, em seus trabalhos. Eles simplesmente trabalham com energias mágicas de acordo com um conjunto de regras (ou não, se a pessoa lida com caos). Muitas dessas regras vem dos escritos de Aleister Crowley, que por sua vez emprestou de outras fontes tais como dos rosacruzes, franco-maçons e certas ordens gnósticas e esotéricas cristãs.

Definindo Componentes da Wica Tradicional

Tradicional: Gardner definiu Wica como uma prática religiosa tradicional. Tradição define material transmitido pelos ancestrais pela tradição oral através das eras – opiniões, costumes, modo de fazer as coisas. Não há dúvidas de que alguns dos fragmentos que Gardner reuniu vieram dessa tradição. Tradição também define o respeito aos processos de tempo que conduzem à confiança, que são invioláveis dentro do grupo que jurou manter essas tradições. A religião da Wica Tradicional envolve tanto a transmissão da informação de iniciador para iniciado quanto a prática de uma maneira específica de se fazer as coisas.

Iniciatório: Geralmente muitas tradições não admitirão novos buscadores; quando uma pessoa encontra a tradição, ele ou ela já foram longe demais com informações públicas básicas e está agora procurando experiências mais profundas. Aqueles que se tornaram dedicados já possuem um conhecimento básico das práticas wiccanas rituais, magia e ética. Quando o dedicado se torna iniciado, ele ou ela se torna então parte da tradição. Wica iniciatória tradicional envolve encontrar e ser aceito por um praticante qualificado da tradição escolhida, o que inclui aqueles que podem traçar sua linhagem de volta até Gerald Gardner ou, em alguns casos, um de seus iniciados que podem fazer o mesmo.

Juramento: Quando um dedicado é iniciado, ele faz juramentos, cujo conteúdo específico só é conhecido pelos membros da Tradição. Um juramento é uma chamada solene aos deuses para testemunharem a veracidade e sinceridade do que se diz e um ardente atestado da inviolabilidade de suas palavras e ações. Quando os dedicados são juramentados, eles não podem nem mesmo revelar o conteúdo do juramento ou os mistérios específicos que eles juraram proteger. Os juramentos são feitos para manter a sacralidade dos próprios ritos. Algumas coisas não podem ser ditas, mas podem ser experienciadas; porque a narração desses mistérios pode ser coisa sem valor, uma experiência incompleta, e eles são mantidos sob juramento. Há também algumas coisas que devem ser guardadas dentro da Tradição porque para passá-las só verbalmente (ou por escrito) podem levar as pessoas a ter a impressão de que elas conhecem aquilo que não experimentaram e assim perderão a experiência verdadeira que pode conduzir ao conhecimento real. Manter o material tradicional sob juramento, permite a cada novo buscador descobrir as maravilhas desses mistérios por eles mesmos sem nenhuma predisposição baseada em palavras de outros.

Fundamento dos mistérios: Os mistérios mencionados na religião Wica tem um significado complexo e interligado. Um mistério, no sentido comum, é alguma coisa desconhecida que desperta a curiosidade. Quando essa definição é aplicada à religião, ela expande para incorporar o saber, a perícia e práticas peculiares àquela religião que os iniciados precisam experimentar a fim de colher o conhecimento daqueles mistérios. Alguma orientação pode ser obtida através do aprendizado em livros e da recomendação de um mentor, mas a incompreensível verdade religiosa por meio do conhecimento e razão só pode ser revelada pelas próprias experiências do iniciado e de como ele explora os mistérios da sua Tradição.

Sacerdócio: Como sua contrapartida convencional, a Wica Tradicional possui um clero – membros de uma categoria erudita que tem dedicado seu serviço à Arte – e uma hierarquia dentro desse clero. Ele difere das religiões convencionais em um aspecto importante: na época em que o buscador é aceito na Tradição e daí em diante, ele ou ela é considerado um membro do sacerdócio e age como tal. Eles não funcionam como intermediários entre outros e as divindades, porque não é preciso, mas podem fornecer orientação caso sejam perguntados como fazer. Períodos de estudo são geralmente divididos em ciclos de um ano e um dia, embora em circunstâncias atenuantes esse tempo passa ser encurtado ou alongado. Um buscador inicia como um requerente. Durante esse tempo, o requerente é avaliado em conhecimento mágico e um programa de estudo é desenvolvido após determinar as áreas nas quais o requerente é fraco ou não tem estudado. O requerente também pode comparecer a círculos abertos onde não-iniciados são admitidos e pode, se convidado, participar de alguns trabalhos de coven. Isso permite ao iniciado em potencial e ao coven avaliar a dinâmica do grupo e determinar o que é melhor para todos os interessados. Um requerente aceito se torna um dedicado e pode eventualmente ascender os graus e tornar-se um Elder ou mesmo Alto Sacerdote ou Sacerdotisa do seu coven.

Extraído do Wicca Gardneriana - http://www.wiccagardneriana.net/home.html

Saulo Gimenez
HOMEM DE DESEJO
HOMEM DE DESEJO

A::: M:::
Masculino
Mensagens : 3
Apreciações : 10
Reputação : 1
Data de inscrição : 23/05/2013
Idade : 33

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum